segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

EJA - Educação de Jovens e Adultos

Numa conversa com alunos do EJA, eles revelaram informações importantes relacionadas a Educação na vida de uma pessoa.

Muitos disseram que não estudaram durante a idade regular por não terem interesse e consciência da importância dos estudos para suas vidas. Mais tarde, quando se dão conta da grande oportunidade que deixaram para trás, tentam reverter a situação calamitosa através da Educação de Jovens e Adultos.

Outros contaram motivos diferentes, dizendo que, em alguns casos não estudaram quando criança, ou que  frequentaram a escola por pouco tempo porque tinham a necessidade de sustentar a família ou colaborar com as despesas da casa por meio de um trabalho que lhes garantisse isso, tomando, dessa forma, o pouco tempo que poderia ter sido investido no estudo. E dentre outros motivos, a gravidez na adolescência também é um fator de destaque que acaba afastando muitas jovens dos bancos da escola.

A volta para a escola, na maioria dos casos, acontece por exigência da própria empresa onde trabalham, tendo como condição se aprimorarem ou serem demitidos. Outros viram no EJA uma obrigação, pois a competitividade do mercado já não se interessava pela falta de qualificação e pelo pouco conhecimento que estes possuíam.

Pode-se constatar que muitos demoraram a entender como a educação é imprescindível na vida de um cidadão que almeja ter uma condição profissional e social confortável, ou apenas ter dignidade. Obviamente, o tempo que passou não pode ser recuperado, mas os prejuízos podem ser sim minimizados. E essa é a esperança de um estudante da Educação de Jovens e Adultos. Nesse caso, a escola da vida ensinou que nos dias de hoje a escola regular não é simplesmente uma opção, é uma questão de sobrevivência. Portanto, ESTUDE!

Professor Josimar Tais

Saiba mais: http://revistaescola.abril.com.br/eja/

Nenhum comentário: