segunda-feira, 13 de junho de 2011

Curiosidade: A religião mais antiga do mundo


Muita gente costuma fugir dos debates acerca de "Religião" afirmando que "religião não se descute". Para mim, religião não se julga, mas se discute sim.

Todos têm o direito de professar a crença que quiser e não se pode admitir a interferência desse direito por parte de qualquer pessoa ou instituição que seja. Mas também não é admissível que um religioso queira impor a sua crença a outras pessoas.

E a "briga" religiosa geralmente acontece porque cada qual defende a sua crença como a justa e a única verdadeira. Eis o equívoco da fé. É nesse caso que a religião encontra seu paradoxo: tida como um meio de propagar o bem entre a humanidade, não foram poucos os conflitos por ela deflagrados ao longo da História.

Mas entre tantas religiões que existem hoje, no mundo inteiro, qual delas é a mais antiga?

É  o Hinduísmo. Quem garante é o teólogo Rafael Rodrigues da Silva, da Pontifícia Universidade Católica (PUC), de São Paulo. A disputa com as religiões do antigo Egito e o Zoroastrismo (surgido na Pérsia) é acirrada, mas a crença adotada por 80% da população da Índia ganha. Os primeiros textos sagrados do Hinduísmo, os Vedas, foram escritos há mais de 3 500 anos. As origens da religião, porém, têm raízes na pré-história. O Hinduísmo não teve um fundador determinado, como o Islamismo de Maomé, e admite total liberdade de crença, reunindo seitas que cultuam um grande número de deuses e divindades - os mais importantes são Brahma (que representa o princípio criador), Vishnu (deus do sol) e Shiva (das tempestades). Apesar de mais antigo, o Xamanismo não pode ser considerado uma religião, afirma Rodrigues da Silva, pois não possui uma organização clara, com doutrina (conjunto de princípios) e clero (entidade com sacerdotes).

Sua figura central é o xamã, curandeiro tribal que, segundo acreditam os seguidores, é capaz de visitar o mundo dos espíritos e resgatar as almas de pessoas doentes. O Zoroastrismo, por sua vez, é a mais antiga religião criada por um fundador conhecido, o profeta Zoroastro, ou Zaratustra.

A religião, de modo geral, é muito importante para a humanidade como instrumento formador de princípios e valores morais. No entanto, todas as religiões deveriam prezar pelo respeito para com todos aqueles que possuem crenças diferentes. Esse deveria ser o princípio maior que agradaria, certamente, todos os deuses... 



Postagens relacionadas:





Motivos políticos, econômicos e sociais da Reforma Protestante: http://professor-josimar.blogspot.com/2009/09/motivos-politicos-economicos-e.html

2 comentários:

Viná Garcia S. de Moraes disse...

Professor Josimar, creio que compreender a necessidade de respeito mútuo entre as dirvesas crenças é um entendimento comum entre nós. A História é uma grande aliada para chegarmos a esta conclusão não é mesmo?

Professor Josimar disse...

Oi Viná. Seu blog é maravilhoso. Admiro seu empenho em divulgar a beleza e os acontecimentos da sua bela cidade. Fiquei contente com seu comentário no meu blog e gostaria de tê-la como seguidora assim como me tornei seguidor do seu. Abraços e parabéns.